quinta-feira, 31 de março de 2011

Boi da Discórdia


Boi da Discórdia

Mais uma vez as Religiões de Matriz Afro-brasileira são alvo de sua própria desarticulação política e teológica, fruto de Sacerdotes desagregadores e de legitimidade duvidosa, dentro das normas e preceitos religiosos tradicionais. Já é “comum” a sociedade tripudiar de nossa religiosidade, diante de Hordas de embusteiros existentes, não seria outro o resultado, e hoje se fortalecem e se locupletam do sonho evasivo do estado de “implantar” políticas públicas e de inclusão para “povo de Terreiro”.

É sabido que a “Religião é de longe a mais desagregadora entidade criada pelo homem” os fundamentos da Religião nagô passam distante dessa Confusão teológica enraizada em tantos Terreiros em Pernambuco, Exu entidade fundamental de nossa Religião representa a dinâmica primordial do Axé, a força mística que nos rege, individual e coletivamente. Que Olodumáre tome conta dos que blasfemam contra a sua primeira e mais importante criação, Exu.

João Monteiro - dundunmonteiro@yahoo.com.br
Omo Xangô e Historiador

3 comentários:

cecinha disse...

Por mais que tenha uma causa nobre,(foi isso que o sr. carlos tentou mostrar)doando o boi para um abrigo,a forma com que isso foi mostrada por ele foi depreciativa!
tenho muito a falar sobre isso,mas acho que não vale nem a pena.
se expor não faz parte de nossa religião,principalmente dessa forma!
deixo meu protesto!!

Sandro de Jucá - Sacerdote Babalorixá e Juremeiro disse...

Tenho que expressar toda minha indignaçâo contra essas atitudes, principalmente por uma pessoal que não tem legitimidade liturgica,Acabou o tempo de ver e ouvir esses mentirosos usando nosso silêncio como aval pra suas bravatas de segunda classe, eu serei pertinaz na defesa das nossas raizes,meu sacerdocio não pode serví de mote pra anarquia. obs o sport já está perdendo os jogos cadê o boi? é pau guiné.

Sandro de Jucá - Sacerdote Babalorixá e Juremeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.